O confinamento do gado de corte se tornou uma prática comum entre os criadores, pois os gados criados desta forma visivelmente engordam mais rapidamente do que os criados em pasto. Porém, isso se deve a um trabalho meticuloso do criador. 

 

Cada detalhe pode influenciar nesse processo, e os resultados aparecem na engorda e na qualidade da carne. Por isso os cuidados são indispensáveis, assim como a presença periódica de um veterinário especialista. 

 

Se você pretende trabalhar com confinamento de gado de corte, veja a seguir os 3 passos iniciais:  

 

                1.Localização para o confinamento

Você vai precisar construir um curral ou área de espaço restrito. Mas é importante que esse ambiente fique próximo à fontes de água e tenha acesso a energia elétrica. O local precisa ser de solo plano e drenável, e sem encanação de vento para evitar eventuais acidentes. 

     

               2.Estrutura para o confinamento

Para a estrutura você poderá construir um curral, respeitando o espaço de no mínimo 15m² por cabeça de gado, para que os animais possam se mover de forma confortável. Inclua cochos para ministrar os alimentos e água, o ideal é canalizar água. Também será necessário um galpão, para armazenar feno e preparar o alimento. 

         

              3.Alimentação para o confinamento

A alimentação é fundamental no confinamento e é uma das principais razões da engorda do rebanho. É preciso fazer o manejo nutricional administrando as quantidades de cada nutriente que o animal precisa. Você pode ler mais sobre isso em nosso blog 3 dicas para o melhor manejo nutricional do gado de corte. 

 

Esses são os 3 passos iniciais para começar a trabalhar com o confinamento de gado de corte. Se você quiser mais informações como esta, fique de olho nos próximos posts!

Leave a comment